Bastidores: Com Regina Duarte na Cultura, Globo alivia mais um alto salário

Caso Regina Duarte aceite o convite para trabalhar na Secretaria de Cultura do Governo Bolsonaro, a Globo terá, ao menos, um motivo para comemorar.

A decisão faz com que, obrigatoriamente, a atriz tenha que abdicar de seu pomposo contrato com a Globo. No código de ética da emissora, seus contratados não podem se dividir entre a TV e a política.

O caso é similar ao de Luciano Huck, que está próximo de aceitar ser pré-candidato à Presidência da República, em 2022.

Regina é uma das seletas celebridades que ostenta um contrato de exclusividade com a Globo. Recebe um alto salário, mesmo ficando em casa. Seu último trabalho na TV foi em Tempo de Amar, em 2017.

De lá pra cá, a Globo optou em não escalar a atriz por conta do seu temperamento político. As opiniões em aberto e declarações polêmicas esbarram na boa imagem que a Globo tanto necessita para vender seus produtos. Por exemplo, Regina já afirmou abertamente que a homofobia de Bolsonaro é da boca para fora.

Apesar de não usá-la em suas novelas e programas, a Globo optou em mantê-la em seu time de contratados para não deixá-la à solta no mercado. Mesmo assim, seu nome circulou em listas de cortes do ano passado.

CORTE DE VETERANOS

Segundo informações do colunista Guilherme Beraldo, do programa A Tarde É Sua, a Globo vem estudando terminar o contrato com o time de celebridades veteranas em troca de generosas luvas – na casa dos R$ 500 mil – e recebimentos por obras. Regina é um dos nomes desta seleção.

Aceitando o convite da pasta federal, a Globo não só se livra de um alto salário, como ainda fica à vontade de não precisar convidar um dos grandes nomes da TV, que vem se envolvendo em polêmicas políticas dia após dia.

Vale lembrar que 2019 foi um ano emblemático na Globo, quando diversas figuras do jornalismo e do entretenimento foram demitidas ou deixaram a emissora por vontade própria.

Neste momento, Bolsonaro está no Rio de Janeiro na tentativa de convencer Regina a aceitar o cargo na cultura. Admiradora que só do político, a expectativa em Brasília é de um sim definitivo.

Imagem: Reprodução TV

Advertisement