Mendel Bydlowski fala sobre a perda do filho: “um sentimento de vazio absurdo”

Mendel Bydlowski, repórter da ESPN Brasil, usou suas redes sociais para desabafar sobre a morte do filho Artur, de apenas cinco anos. O menino caiu de uma altura de cinco metros de um prédio no Guarujá, interior de São Paulo. Toda a família estava na região a passeio.

“Eu que agradecer. Do fundo do meu coração, quero agradecer. A solidariedade das pessoas que rezaram na praia em frente ao prédio, o empenho do médico e da enfermeira que prestaram o primeiro atendimento, a atenção dos policiais, bombeiros, pessoal do SAMU e do hospital. Todos fizeram o que podiam.

Quero agradecer o apoio da ESPN e as mensagens de colegas, amigos, gente que me conhece da televisão, gente que nunca me viu, clubes, assessores, jogadores. Tudo isso está sendo muito importante para toda a minha família.

Quem conheceu o Arthur ou quem já me ouviu falar sobre ele, sabe o quanto esse garoto é iluminado. Sem um pingo de maldade, muito carinhoso, meigo, amoroso.

Eu vivia com medo, imaginando como ele iria enfrentar esse mundo em que vivemos, com essa pureza dele. No ano passado, ele juntou em um cofrinho moedas que sobravam de compras que a gente fazia.
Falamos que ele podia comprar um presente no fim do ano com esse dinheiro, mas ele teve outra ideia.
Mandou mensagens para toda a família e disse que, quem se comportasse bem, ganharia um sorvete pago por ele no fim do ano. Ele cumpriu a promessa e todos ganharam sorvetes.

Foi também uma despedida para todos. Acho que o lugar do Arthur não era aqui. É nisso que me apego nesse momento.

Estou com um sentimento de vazio absurdo, mas estou em paz para cuidar da minha esposa e do meu filho mais novo.

Obrigado, Arthur.

Mendel Bydlowski

Artur estava brincando com seu irmão mais novo na tarde desta sexta-feira (10) quando se apoiou em um vidro na varada do prédio, que acabou cedendo. O menino ainda foi levado para um hospital na região, mas acabou tendo uma parada cardiorrespiratória.

Imagem: Reprodução Instagram