Câmera de segurança mostra placa de caminhão e rosto de vândalo em produtora do Porta dos Fundos, no Rio

Uma das câmeras de segurança que circunda a produtora responsável pelo Porta dos Fundos identificou como aconteceu o ato de vandalismo, ocorrido na madrugada da última terça-feira (24) no Humaitá.

As imagens revelam o número da placa do caminhão que transportava os autores do crime, que usaram coquetéis molotov. Ao menos três pessoas participaram da ação. Duas delas usavam uma máscara e a outra estava com rosto descoberto.

Um dos participantes estava usando moto e fugiu na contramão da rua Capitão Salomão, no Humaitá, local onde fica a produtora. Todo o material será levado à polícia.

O caso está sendo tratado pela 10ª DP, em Botafogo, como crime de explosão. Testemunhas serão chamadas para prestar depoimento, incluindo o segurança do prédio, que estava de plantão. O profissional foi quem conteve o princípio de incêndio na portaria da produtora.

O caso aconteceu na véspera de Natal, justamente após o grupo produzir um especial de fim de ano onde um dos personagens representava Jesus como gay.

O grupo Comando de Insurgência Popular Nacionalista da Família Integralista Brasileira, supostamente dito como integralista, postou o vídeo do ato e assumiu a autoria da explosão. O Porta dos Fundos emitiu nota afirmando que “condena qualquer ato de violência e, por isso, já disponibilizou as imagens das câmeras de segurança para as autoridades e espera que os responsáveis pelos ataques sejam encontrados e punidos”.

Imagem: Reprodução Youtube NetflixVídeo: Youtube / Revista Veja