Bolsonaro vai ou não receber um convite para ver a final da Libertadores?

Bolsonaro que não conte com um convite oficial por parte do Flamengo para assistir pessoalmente a decisão da Libertadores contra o River Plate…

A final acontece no próximo dia 23 de novembro, um sábado, em Santiago, no Chile. Pessoas ligadas ao clube carioca asseguraram ao jornalista Mauro Cezar Pereira, do UOL Esporte da ESPN Brasil, que o clube não tem nenhum interesse em chamar o atual Presidente da República.

A verdade é que nem a própria Conmebol sabe se a final da Libertadores irá mesmo acontecer em Santiago. A capital chilena vive uma grande crise política por conta de ações tomadas pelo governo de Sebastián Piñera. Não está descartada a possibilidade da decisão mudar de país.

O jornal ‘O Globo’ publicou que Bolsonaro teria recebido um convite da cúpula rubro-negra para comparecer ao Estádio Nacional de Santiago. Vale lembrar que parte do estádio serviu como espécie de cadeia no período da ditadura nos tempos de Augusto Pinochet.

Os chilenos fazem questão de manter o local para não esquecerem tamanha página triste de sua história…

O Flamengo tem receio de que o convite a Bolsonaro possa soar como uma afronta ou até mesmo insulto ao povo chileno, por conta de todo o histórico do atual presidente brasileiro. Principalmente em um grave momento de crise.

Bolsonaro não esconde a admiração por figuras ditatoriais, como Brilhante Ustra e Pinochet, militares notoriamente conhecido por práticas de tortura durante os períodos de ditadura militar em seus países.

Assim sendo, em um momento tão importante da história do clube carioca, melhor evitar polêmicas e antipatias na véspera de um jogo tão importante. O lema é esse!