O fim de uma era! Sérgio Chapelin deixa o Globo Repórter e passa o bastão para Sandra Annenberg

A noite desta sexta-feira (27) será o fim de um dos ciclos mais sólidos da TV brasileira. Sérgio Chapelin está deixando o Globo Repórter, atração que apresenta desde 1996. Na ocasião, o âncora deixou o Jornal Nacional para se dedicar ao semanal.

O jornalista também encerra sua passagem na TV Globo, onde está desde 1972. Aos 78 anos de idade, a tendência é que a aposentadoria seja o caminho. Isso porque, certamente, propostas não vão faltar. Chapelin já foi um sonho declarado da Record TV.

A carreira de Sérgio Chapelin e o Globo Repórter se confundem, já que ele foi um dos fundadores da atração, em 1973. Depois esteve entre 1986 e 1989 e, por último, a atual passagem de 23 anos. Dos 46 anos de história, 39 deles tiveram assinatura do veterano.

Na Globo, Chapelin está há 47 anos. Em 1983, houve uma pequena interrupção ao trocar a emissora pelo SBT, onde apresentou o Show sem Limite. A atração não vingou e, pouco depois, ele retornou para a antiga casa.

Sérgio Chapelin também coleciona passagem durante vinte anos pelo Jornal Nacional (1969 / 1972-1983 / 1989-1996) e Fantástico (1973).

A última edição do Globo Repórter tratará da natureza selvagem da região do Serengeti, na África. Sandra Annbenberg estará no fim da edição para saudar o colega e receber a atração. Glória Maria formará dupla com Sandra a partir do dia 4 de outubro.