Gustavo Mendes se explica após confusão com apoiadores de Bolsonaro: “Onde estavam essas pessoas quando eu debochava da Dilma?”

Um grupo de pessoas que estava em um teatro de Teófilo Otoni, em MG, tentou censurar e criticar o trabalho do humorista Gustavo Mendes. Durante o espetáculo, piadas contra o governo de Jair Bolsonaro estavam no script.

Mesmo ciente de que o ator é um imitador nato de Dilma Roussef, os envolvidos compraram o ingresso e tentaram criar uma saia-justa com Gustavo. “Vai fazer show na África.” e “Paguei para você contar piada”, gritavam.

Sem papas na língua e percebendo o descontentamento, Gustavo Mendes ordenou que devolvessem o dinheiro dos envolvidos.

“Não tenho problema nenhum em expor opinião política, quando expõem opinião política contra mim… Arnaldo, devolve o dinheiro deles ali. Podem levantar, vocês aí, eu devolvo o dinheiro de vocês, eu quero vocês fora. Tchau”, mandou. Gustavo foi aclamado pelo restante do público.

Horas depois, Gustavo foi ao Facebook para esclarecer a treta ocorrida em Teófilo Otoni. O ator revela que nunca aceitará por parte do público censura em cima de seu trabalho. “O humor será sempre oposição… Onde estavam essas pessoas quando eu debochava da Dilma?”