Caso Marielle-Anderson leva Globo a concorrer ao Emmy de jornalismo

A extensa cobertura sobre o caso Marielle-Anderson levou a Globo a disputar um dos prêmios do Emmy Internacional de Jornalismo. Os canais TV Globo e GloboNews competem na categoria “Notícia”.

O assassinato da vereadora Marielle Franco e seu motorista, Anderson do Carmo, ocorreu no dia 14 de março de 2018 e as emissoras revelaram ao público, com exclusividade, imagens que apontam para um crime planejado.

Além do mais, a Globo também denunciou que a munição usada nos disparos foi roubada da Polícia Federal.

Em meses de cobertura e cobrando respostas do caso, o ‘Fantástico’ foi o primeira jornal a entrevistar a assistente de Marielle, que também estava a bordo do veículo.

Para a categoria “Notícia”, a Globo concorre com emissoras do Reino Unido, do Catar e da Rússia.

Ainda há uma segunda categoria em disputa: “Atualidade”. Nesta avaliação, a matéria “11 dias na Coreia do Norte” foi indicada como uma das quatro melhores em 2018.

O jornalismo da Globo ostenta a conquista de 22 prêmios no Emmy. O resultado será divulgado no dia 22 de setembro.

Advertisement