Mulher que empurrou Padre Marcelo Rossi é de caravana do Rio de Janeiro

Ainda não foi divulgada a identidade da mulher que empurrou Padre Marcelo Rossi na tarde ontem, 14. A agressora foi até Cachoeira Paulista, interior de SP, para participar do evento PHN (Por Hoje Não). A caravana que a levou partiu do Rio de Janeiro.

No depoimento dado na delegacia de Lorena (SP), a mulher mostrou confusão mental e disse sofrer de bipolaridade. A mulher tem 32 anos e estava com seu filho de 2 anos na viagem. A intenção dela era conversar com Padre Marcelo.

Para chegar até Rossi, a agressora desceu das arquibancadas laterais da Canção Nova, pulou algumas caixas de equipamento do evento e acessou a escada do palco. Tudo isso sem ninguém perceber. Correndo, a mulher chegou prontamente empurrando o padre, que nem percebeu a chegada da mulher.

Padre Marcelo Rossi optou por não prestar queixa e, tão pouco, processar a fiel. A agressora e o filho foram encaminhados para a equipe médica e social da Comunidade Canção Nova. A responsável pela caravana carioca também foi chamada para acompanhar o caso.

Advertisement