No Maracanã, torcedor acusa Carlos Alberto de furar fila em bar e jogador diz que foi chamado de macaco

Durante a decisão da Copa América, ontem (8), no Maracanã, um dos bares do estádio registrou um princípio de confusão. Nele estava o ex-jogador Carlos Alberto, com passagens por Fluminense e Vasco.

O atleta acusa de ter sido chamado de “macaco marginal” por um outro torcedor que estava assistindo a final. O homem foi identificado e levado ao Juizado Especial Criminal (Jecrim), que fica no interior do estádio.

Por lá, um amigo do acusado afirmou que Carlos Alberto tentou furar a fila do bar. A testemunha diz que ouviu o amigo chamar o ex-jogador de marginal, mas não soube confirmar se foi dita a palavra “macaco”.