Confira quais rádios e emissoras de TV já fecharam com a Copa América. Investimento em dólar assusta o mercado

As emissoras de Rádio e TV que quiserem transmitir a Copa América, disputada em 2019 no Brasil, terão que investir pesado. Com um detalhe agravante: tudo avaliado em dólar.

Para as rádios, a Conmembol está cobrando US$ 200 mil, algo em torno de R$ 816 mil. Dentre as emissoras situadas no Rio de Janeiro, apenas a Super Rádio Tupi fechou acordo e adquiriu os direitos de transmissão.

Outras rádios do país também estão garantidas: Rádio Itatiaia (MG), Rádio Gaúcha (RS), Jovem Pan (SP), Rádio Bandeirantes (SP), Rádio Jornal do Comércio (PE) e Transamérica (SP).

Garotinho José Carlos Araújo se prepara para mais uma Copa América

Para a TV aberta, segundo o site Notícias da TV, a Globo é a única garantida até aqui. A emissora desembolsou R$ 51 milhões e tem a possibilidade de comercializar os direitos com outras TVs abertas. A pedida para o licenciamento está na faixa dos US$ 4,9 milhões – ou R$ 20 milhões.

Segundo a nota, todas as emissoras foram procuradas, com exceção da Record TV.

A Band tinha o interesse de voltar a mostrar o torneio, mas com o valor pedido ficou inviável a sua participação.

Na TV fechada, o SporTV fará uma cobertura especial, em parceria com a TV aberta. O Grupo Globo pretende fazer uma mega cobertura, similar às utilizadas em Copas do Mundo, com todos os seus canais de TV e internet.

A Copa América começa em 14 de junho e a final acontece no dia 7 de julho, no Maracanã.