Dupla Fla-Flu vai gerir o Maracanã por seis meses

O Governo do Estado do RJ anunciará oficialmente na tarde desta quinta-feira (5) que a administração do Maracanã será dividida pela dupla Fla Flu. O acordo é válido pelos próximos seis meses.

Os clubes terão que arcar com R$ 2 milhões pela manutenção do estádio. Além disso, deverão pagar ao estado um aluguel no valor de R$ 166 mil. O valor será aplicado no complexo Maracanã, onde estão a pista de atletismo do Célio de Barros e o Parque Aquático Júlio Delamare.

O Tour Maracanã também ficará a cargo de Flamengo e Fluminense. O combinado é que 10% do faturamento seja repassado ao estado.

Além dos seis meses já acertados, o acordo já prevê uma renovação pelo mesmo período. Ou seja, é muito provável que a dupla Fla Flu administre o Maracanã até o fim do Campeonato Carioca 2020. O estádio vai sediar a final da Copa América e caberá á parceria intermediar o torneio sul-americano.

“Tenho a grata satisfação de anunciar que, após um processo transparente e ético, o Maracanã está sendo devolvido ao futebol carioca. Os vencedores do consórcio que vão administrar o Maracanã são Flamengo e Fluminense. Eles terão 180 dias para administrar o estádio e prorrogável por mais 180 dias. É o tempo que teremos de, também em um processo transparente e ético, fazer uma nova parceria público-privada definitiva por 35 anos. Ganha o estado do Rio de Janeiro”, informou Wilson Witzel em vídeo publicado nas redes socais.

O Vasco não aceita a decisão do governo e acredita que Maracanã é um “patrimônio público”. O presidente Alexandre Campello promete agir contra o acordo.

Apesar da administração por clubes ligados ao futebol, o Maracanã continuará recebendo shows ao longo do ano.