Intolerância religiosa suja postes do Rio de Janeiro

O ódio em nome de Deus. É dessa forma que cartazes estão espalhados pelas ruas do Rio de Janeiro, em total desrespeito e intolerância religiosa.

O registro foi feito na manhã desta quinta-feira (28) na Penha, zona norte do Rio. Com os dizeres “Só Jesus expulsa Iemanjá das pessoas” e “Só Jesus expulsa o Preto Velho das pessoas”, a ação é criminosa em dois sentidos.

Vale lembrar que intolerância religiosa é um crime previsto no código penal. “é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias”. A pena prevista para esta prática é de três anos de reclusão e multa.

Também é bom ressaltar que é proibido sair por aí colando cartaz em postes da cidade sem autorização de autoridade pública. Segundo decreto municipal 5725, de março de 1986: “escrever, pendurar faixas ou colar cartazes de qualquer espécie sobre coluna, fachada ou parede cega do prédio, muro, poste ou árvore de logradouro público, monumento, viaduto, elevado, ponte e entrada e saída de túneis ou qualquer outro local exposto ao público, inclusive calçada e pistas de rolamento”. Há previsão de multa no valor de 20 UNIFs, o que representa R$ 500, aproximadamente.

A ação não só suja nossa a cidade, como também deixa ainda mais imundo o direito de respeito ao próximo e à língua portuguesa. Afinal, como pode reparar na foto a frase redigida como”Só, Jesus..”, não existe norma culta que justifique essa prática de vírgula.

Separam Jesus no texto e na sua própria alma criminosa.

Advertisement