Com DJ Renan da Penha no comando da festa, bloco ‘Fervo da Ludmilla’ é tomado por confusão e correria

O fim da apresentação do bloco ‘Fervo da Lud’ acabou em muita confusão. Ainda não se sabe o motivo, mas um barulho de bomba foi ouvido por volta de 12h20, quando DJ Renan da Penha agitava a galera ao lado de Ludmilla.

A partir do estouro, o que se viu foi muita confusão. As pessoas saíram correndo, tentando se afastar do tumulto. Houve correria e pânico. Bombas de efeito moral foram usadas pela PM.

A expectativa é que 1,5 milhão de pessoas estavam na rua Primeiro de Março curtindo o bloco.

Com o cenário de guerra, o bloco precisou ser suspenso e não foi retomado.  Alguns vendedores ambulantes perderam suas mercadorias durante o corre-corre.

Ambulâncias foram enviadas para o local, a fim de atender vítimas que foram pisoteadas. A Prefeitura ainda não informou números oficiais de atendimentos.

ATUALIZAÇÃO:

Ludmilla se pronunciou pelas redes sociais e lamentou o episódio: “Gente, o Carnaval é tempo de festa, alegria, união e também de doação de amor ao próximo, um momento de respiro para um povo que batalha o ano todo para alcançar seus objetivos. Há 2 anos criei o ‘Fervo da Lud’ com isso em mente: levar alegria e diversão ao maior número de pessoas e hoje, lamentavelmente, isso não foi possível. Fomos interrompidos e estou profundamente triste por ter presenciado tamanha agressividade ao próximo, mas certa de que optamos pela melhor opção, pois minha prioridade sempre será o bem-estar de todos. Espero que o total do amor que gostaria de ter doado hoje cantando seja transmitido nessa mensagem. Mais amor! Mais paz! Fiquem bem e contem comigo. Amo vocês!”, escreveu.

No total, 217 pessoas ficaram feridas e receberam atendimento. Três deles, eram PMs.

https://twitter.com/mariemarquess/status/1102964953965883393
https://www.instagram.com/p/BuolewzAC_3/
Advertisement