Saia justa entre Paulo Barros e Milton Cunha marca primeiro dia de estúdio Globeleza. Entenda a treta!

Não convidem para a mesma roda de samba Paulo Barros e Milton Cunha. O carnavalesco da Viradouro e comentarista da Globo estiveram frente a frente nos estúdios Globeleza, na noite deste domingo (3) e protagonizaram uma cena com muito climão e pouca interatividade.

Mesmo sabendo que Paulo não curte muito seus comentários, Milton não se fez de rogado “É o desfile da maturidade”, alfinetou. Percebendo que o carnavalesco não ligou muito, o comentarista saiu de fininho.

Veja a seguir o momento e, mais abaixo, entenda os motivos que Paulo Barros não curte alguns comentários de Milton Cunha.

Em 2017, Paulo Barros falou abertamente sobre seu problema com Milton Cunha em entrevista à FM O Dia. Ao ser questionado por Leo Dias sobre o assunto, o jornalista relembrou um comentário de Cunha sobre o desfile de Paulo em 2016, já pela Portela.

O comentarista da Globo achou, na ocasião, que a água jorrada de um carro alegórico da azul e branco prejudicou a execução do casal de mestre-sala e porta-bandeira da escola.

Chateado com o comentário, Paulo Barros comentou, próximo do episódio, que a Globo entrega seu microfone a qualquer um. Ao ser questionado se havia pegado pesado com o colega, Paulo Barros respondeu: (a pergunta pode ser vista a partir do minuto 21 do vídeo abaixo).

“O que acontece com a Rede Globo: eles mandam profissionais da transmissão ao meu barracão ou a qualquer outro barracão. Eu recebo todo ano, Luis Roberto, na época a Glenda, Fátima Bernardes… Eles ficam no barracão o dia inteiro. Eu explico em minúcias tudo o que eu vou levar para a avenida. O Milton Cunha é um dos comentaristas da TV Globo. Ele nunca foi no meu barracão esse ano todo. Não foi 15 minutos para saber do meu enredo. Então, eu preciso falar mais alguma coisa?! Se você dá uma opinião técnica que você não sabe os motivos, no que aquilo foi fundamentado, então eu não aceito… O que se fala na TV vira verdade”. 

Ao ser questionado se a água havia ou não atrapalhado o casal, Barros foi enfático: “Tanto não atrapalhou que não perdeu ponto. Se você pegar o julgador de mestre-sala e porta-bandeira, ele cita a água, ele diz que a água não atrapalhou em nada. Ainda faz o adendo que ia tirar o décimo, porque a bandeira encostou no rosto dela. Tenha cuidado ao falar as coisas”, disse o carnavalesco sobre Milton Cunha.

Dois meses depois, Milton Cunha foi convidado pela FM O Dia para comentar o resultado do Carnaval 2017 – conquistado por Paulo Barros, na ocasião, pela Portela. Questionado sobre as críticas de Paulo Barros, ele respondeu (pergunta feita em 12:20 no vídeo abaixo).

“Esse ano ele colocou água dentro dos carros, meu amor. Água dentro dos carros, parabéns. O problema é água fora, na pista, gatos. Nada vai fazer eu mudar. Eu detestei essa água fora do carro do ano passado. Jogou vocês para terceiro lugar. Como vocês fizeram o que Tio Milton mandou, que é botar a água dentro da alegoria, vocês ganharam, gostosos! Parabéns, estava lindo”, disse referindo-se ao título da Portela em 2017, mais tarde dividido com a Mocidade.

Advertisement