Maquinista Rodrigo Assunção morre após 7h40 de resgate em estação da Supervia

As 7h e 40 minutos de resgate não foram suficientes para salvar a vida de Rodrigo Assunção. O maquinista da Supervia é a única vítima fatal do acidente ocorrido no início da manhã, na estação de São Cristóvão, na zona norte do Rio. Dois trens se chocaram por volta das 6h30, desta quarta-feira (27).

Rodrigo esteve consciente durante todo o atendimento dos bombeiros, tomando soro e mantendo diálogo com o corpo de atendimento. O resgate envolveu 30 profissionais de três quartéis de bombeiros da cidade. O clima era de comoção entre os agentes.

Após ser retirado das ferragens, o maquinista teve uma parada cardíaca e chegou a ser reanimado. Rodrigo Assunção estava há 15 anos na função de maquinista, na Supervia. Ele morava em Bangu.

Outras oito pessoas ficaram feridas, sem gravidade: Luiz Thiago Mendes Machado, 31 anos; Isabel C. de Paula, 44 anos; Sandro Ricardo Moreira, 43 anos; João P. Corrêa, 62 anos; Ângela F. Viana, 57 anos; Cesário Batista S. Cardoso, 52 anos; Fabio L. Abreu, 50 anos. Todos foram liberados, segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde.

Todos os ramais da Supervia estão afetados e os passageiros devem acompanhar as atualizações da concessionária, através do Twitter.

Advertisement