Após Elaine Azevedo criticar longo reinado na bateria, Viviane Araújo faz post irônico. Entenda a treta

Um bom Carnaval sem treta não é folia das boas. Especialmente quando o disse me disse envolve o reinado das baterias das escolas de samba do Rio de Janeiro.

E dessa vez foram tocar no nome de Viviane Araújo, o maior nome dentre as beldades cariocas na Sapucaí.

Dessa vez, Elaine Azevedo, estreante à frente da bateria da Unidos da Tijuca, acabou falando demais.

Ao ser entrevistada pelo jornalista Leonardo Ferreira, do Extra, a beldade afirmou que é contra rainhas de bateria ficarem por um longo tempo no cargo.

“Adoro a Viviane Araújo e me dou muito bem com ela, mas já está na hora de mudar, botar outra menina no Salgueiro. Ficar 10, 15 anos no cargo como a Raissa, da Beija-Flor, que também devia ter outro posto na escola e deixar a vaga de rainha para outra. Já deu. Mas falo isso na cara delas. A renovação é importante”

Elaine Azevedo, Rainha de Bateria da Unidos da Tijuca

Muita gente ficou revoltada com a “ousadia” de Elaine em fazer tal comentário. Ela está sendo bombardeada de comentários negativos no Instagram. Todos defendendo Viviane.

https://www.instagram.com/p/BuR4oHileNP/

Sem dar nomes aos bois, Viviane repostou um meme do “Sambistas da Depressão”, onde há uma provável alfinetada à declaração de Elaine: “Para as recalcadas de plantão”. Veja:

Aliás, a vida de polêmicas de Elaine na Tijuca não começou de agora. A saída de sua antecessora, Juliana Alves, foi traumática. A atriz foi às redes sociais e abriu o jogo sobre a perda da coroa.

Em meio à crise financeira do Carnaval, a saída de fazer caixa fez com que Fernando Horta tomasse algumas medidas. Sobrou para Juliana.

Segundo a coluna ‘Retratos da Vida’, do Extra, Elaine foi convidada por Horta pessoalmente para desfilar na Tijuca: “Você quer desfilar na minha escola?”. A resposta foi taxativa: “Não quero desfilar, não, quero ser rainha”, disse Elaine, mesmo ciente de que a vaga estava preenchida por Juliana.

Aliás, uma fonte do Audiência Carioca garante que Elaine não tem metade da aproximação que Juliana tinha com os comandados do Mestre Casagrande. Há quem ainda olhe torto para a mudança.

Ao menos toda essa história serviu para que conheçamos melhor a nova musa da Tijuca.