Marchinha carioca cutuca o ‘Menino veste azul e menina veste rosa’, de Damares

Por favor, apenas parem com as polêmicas antes do Carnaval. Não bastasse a marchinha envolvendo o caso Queiroz, agora já tem sambista metendo a mão para compor um ritmo de carnaval envolvendo a polêmica ‘Menino veste azul e menina veste rosa’, da ministra Damares.

Conforme nota do jornalista Ancelmo Gois, em O Globo, o conteúdo da canção de Moacyr Luz traz a seguinte letra: “Não me cutuca, eu uso o que vier/A cor que veste um homem/cabe na mulher./Eu sou o rosa de Mangueira,/o azul de Madureira,/seja o que Deus quiser!”

E, bem afrontosa, ainda manda um recado claro à ministra Damares: “Minha querida não provoque, eu tô de rosa choque”.

Áudio: Soundcloud / Ancelmo Gois