Melhores do Ano: Edson Celulari e Vladimir Brichta empatam na categoria melhor ator

Edson Celulari e Vladmir Brichta foram escolhidos pelo público do Audiência Carioca como os melhores atores de 2018. Os dois empataram na categoria com 36,8% dos votos, cada. Dom Sabino, de ‘O Tempo Não Para’, e Remy, de ‘Segundo Sol’ conquistaram o carinho dos telespectadores.

  • EDSON CELULARI, o Dom Sabino, de ‘O Tempo Não Para’ e  VLADIMIR BRICHTA, o Remy, de ‘Segundo Sol’ – 36,8%, cada
  • Emílio Dantas, o Beto Falcão, em ‘Segundo Sol’ – 15,8%
  • Chay Suede, o Ícaro, de ‘Segundo Sol’ / Globo – 10,5%

OS PERSONAGENS

Dom Sabino (Edson Celulari) arrancou boas risadas do público, em ‘O Tempo Não Para’. Conhecida como a novela dos congelados, a mudança de tempo fez com que o vitorioso empresário do Brasil Império tivesse dificuldade de se adaptar, ao lado de sua família, ao mundo moderno. Atrapalhados, arrancaram muitas gargalhadas.

Já a ganância de Remy (Vladimir Brichta) levou o personagem a lugar nenhum em ‘Segundo Sol’. Além de bolar um plano para arrancar dinheiro com a morte do irmão Beto Falcão (Emílio Dantas), a morte do vigarista não foi muito bem explicada na trama de João Emanuel Carneiro. Apaixonado por Karola (Deborah Secco), acabou viúvo e tomando conta do bordel de Laureta (Adriana Esteves).

OPINIÃO DO AUDIÊNCIA

Na opinião da página, Vladimir Brichta conseguiu fazer um personagem do segundo time da novela ganhar destaque e descontrair o público. Fez de um limão uma limonada. O trabalho de Edson é louvável, mas a história e o protagonismo colaboraram. Portanto, para o Audiência Carioca, Vladimir Brichta, sozinho, é o melhor ator do ano.