Casas em volta do Sambódromo vão ganhar reformas pagas por prédio executivo

O fundo Singapura CIG, que cuida do prédio espelhado situado atrás das arquibancadas da Sapucaí, pretende investir pesado na região que circunda o Sambódromo do Rio.

Segundo a coluna de Ancelmo Gois, em O Globo, a ideia é reformar as casas em volta da passarela do samba. Além disso, uma base da PM deve chegar ao local. A prefeitura vai ceder um terreno para receber o posto policial.

O investimento tem como objetivo valorizar o empreendimento, lançado em 2015. Anteriormente, o local recebia a fábrica da Ambev.

Imagens: VisitRio

Advertisement