Idosa processa Nego do Borel por susto no Santos Dumont

Uma brincadeira pode sair cara para Nego do Borel. O funkeiro está sendo processado por Hilda de Britto Champoudry, de 61 anos. A senhora alega ter se sentido mal após levar um susto de Nego no aeroporto Santos Dumont, em 2014.

Na ação, há um pedido de indenização por danos morais no valor de R$ 95 mil. A advogada de Hilda explica que sua cliente aguardava um parente quando Nego se atirou em cima de sua cliente como se fosse tombar. No fim, segundo relato, o cantor e seus amigos ainda saíram rindo da situação.

Hilda alega ter se sentido mal após a brincadeira, sentindo aceleração cardíaca, controlada após o uso de remédios. Além do susto, Nego ainda colocou o vídeo em suas redes sociais.

A exposição acabou incomodando bastante Hilda, que se sentiu constrangida com a exposição. Além da indenização, a advogada pede que fotos e vídeos sobre o caso sejam retirados da internet.

A ação ainda não tem data de julgamento marcada.

Advertisement