Mangueira define samba-enredo 2019: “Marias, Mahins, Marielles, Malês”

A Estação Primeira de Mangueira definiu na madrugada deste domingo (14) seu samba enredo para 2019.

A composição feita por Deivid Domênico, Tomaz Miranda, Mama, Marcio Bola, Ronie Oliveira e Danilo Firmino foi a escolhida.

A letra faz referência à vereadora Marielle Franco, brutalmente assassinada ao lado de seu motorista, Anderson Gomes.

O crime, ocorrido em março deste ano, ainda não foi desvendado pelas autoridades. Há suspeitas de que a motivação seja política.

Em uma estrofe, o samba fala “Salve os caboclos de julho / Quem foi de aço / Nos Anos de Chumbo / Brasil, chegou a vez de ouvir as Marias, Mahins, Marilles, Malês”.

Na gravação da disputa, há menção à frase ‘Marielle Presente’, fortemente usada na cobertura do caso.

A escola levará à Sapucaí o enredo “História pra Ninar Gente Grande”, uma narrativa baseada nas ‘Páginas Ausentes’: novas versões de histórias contadas sobre nosso país.

Advertisement