Aumenta o interesse pela eleição ao governo do RJ nas redes sociais

Esquentou de vez a briga pelo segundo turno ao Governo do RJ. Durante o primeiro turno, as contas em redes sociais que estavam situadas no RJ faziam publicações voltadas a debater a eleição presidencial em vez do cargo máximo do estado.

Segundo dados do especialista  Guto Graça, antes de 7 de outubro, o índice era de 92% de postagens envolvendo a disputa pelo cargo máximo do executivo federal ante 8%, do estadual.

A surpreendente virada na pesquisa boca de urna, quando constatou-se o crescimento do candidato Wilson Witzel em 25 pontos percentuais, fez com que o assunto despertasse um maior interesse na esfera fluminense.

Agora, as redes sociais registram 70% de postagens referentes à disputa entre Bolsonaro e Haddad. Já quando o assunto é Paes x Witzel, o número subiu para 30%, três vez acima da primeira parte da disputa eleitoral.

Outro fator que ajuda a entender o caso é a polêmica declaração de Wilson Witzel dizendo que prenderia Eduardo Paes, ao vivo, durante os debates.

As cenas dos próximos capítulos, federal e estadual, prometem.