Comunidade e membros da bateria não aceitam saída de Juliana Alves da Tijuca

A saída de Juliana Alves do posto de rainha da bateria da Unidos da Tijuca não foi bem digerida pela comunidade do Borel e pelos ritmistas.

A decisão partiu diretamente da diretoria da escola no início desta semana. Juliana foi comunicada oficialmente nesta terça-feira, 21.

A notícia caiu como uma bomba em grupos que envolvem participantes e simpatizantes da escola. Especialmente pelos rapazes que compõem a bateria.

Juliana tem prestígio com a “Pura Cadência”, forma como são conhecidos os comandados do Mestre Casagrande. Além do carisma, era muito comum a musa colaborar com as necessidades que envolviam seus “súditos”.

Amanhã haverá ensaio envolvendo a bateria, embora o assunto já esteja fervendo entre os integrantes.

A escola ainda não definiu quem substituirá Juliana Alves em 2019.

Advertisement