Bastidores de Su Tonani na OAB: nome de José Mayer é evitado em fortes declarações

A tão esperada participação de Su Tonani na noite da última terça-feira, 14, na OAB-RJ, rendeu momentos curiosos. Em 2017, a figurinista foi vítima de assédio envolvendo o ator José Mayer e acabou entrando no olho do furacão. Com o pedido de desculpas em edição do ‘Jornal Nacional’, Su preferiu não dar sequência ao caso na justiça.

Durante o pronunciamento de ontem, o nome de José Mayer não foi citado em momento algum. A figurinista não fugiu das perguntas, entretanto preferiu se referir a Mayer como “o assediador”.

Su afirmou que as empresas, no geral, ainda não sabem lidar com casos de assédio ocorridos internamente: “… infelizmente as empresas não estão preparadas para lidar com assédio. Não existe protocolo para lidar com assédio. E tudo isso vai dificultando o trabalho e a forma de lidar com a empresa”, disse, deixando claro que, após o episódio, não foi prejudicada quanto às oportunidades de trabalho no meio artístico.

Em seguida, Su acusou um delegado de coagi-la após tornar seu caso público: “Fui extremamente inibida por um delegado que me intimou cinco vezes no meu endereço residencial com dois policiais, querendo me forçar a depor na delegacia dele”, disse sem citar o nome da autoridade envolvida.

O colunista Leo Dias, do jornal O Dia, conseguiu descobrir que as declarações envolviam Rodoldo Waldeck, da 32ª DP, na Taquara. Procurado pelo jornalista, o delegado deixou claro que fez tudo diante da lei: “Intimação é coação? Intimação é um ato legal. A compreensão de coação é dela. Ela tem o direito de dizer que não quer fazer nada. Que foi o que aconteceu. Quando ela se manifestou através dos advogados dizendo que não queria mais fazer nada, nada foi feito (o processo foi arquivado). O que ela acha que é coação, pra mim é um ato legal. Eu fiz um ato perfeitamente legal”, disse Waldeck à coluna de Leo Dias.

Ao deixar o prédio da OAB no Centro do Rio, Su Tonani, que estava acompanhada de pais e amigos, optou por não falar com a imprensa. RedeTV e Record TV enviaram equipes de reportagem para cobrir a palestra.

Advertisement