Semana é marcada pela Greve dos Caminhoneiros, luto no jornalismo e preparativos para a Copa

Cobertura da crise

Uma semana inesperada no jornalismo brasileiro. Após os caminhoneiros decidirem que paralisariam as principais rodovias do país, os órgãos de imprensa tiveram que rasgar todo o cronograma habitual para mostrar o assunto que ferveu e atingiu todos os estados brasileiros.

Começou com a falta de gasolina, com preços absurdos, até atingir o mais temido: o desabastecimento. Os jornalistas se dividiram em helicópteros, centrais de operações, estradas, centrais de abastecimento e a procura de especialistas para entender uma crise nunca vista antes.

Após o Governo Federal confirmar o fim da greve na última quinta-feira (24), a expectativa era que a normalidade voltasse e, consequentemente, as pautas da imprensa retomassem seu fluxo. Mas não foi bem assim.

Apesar do sindicato de caminhoneiros aceitar as propostas da presidência, a sexta-feira (25) e o sábado (26) ainda foram confusos. Além de manter os bloqueios, a subida do preço dos alimentos e as prateleiras vazias se juntaram com a falta de transporte público nas principais capitais. Um fim de semana como há muito não se via. Deu trabalho à grande mídia, especialmente às TVs que tiveram que ‘rebolar’ para administrar as grades.

Mais que entretenimento, os números do Ibope deixaram claro que em um momento delicado o que mais se precisava era informação.

Luto no jornalismo

O jornalismo perdeu dois grandes nomes esta semana. Em São Paulo, Alberto Dines, 86 anos, estava internado cuidando de uma pneumonia e não resistiu. A morte foi confirmada na última terça-feira, 22.

Com mais de meio século de serviços prestados ao jornalismo brasileiro, Dines esteve no ‘Jornal do Brasil’ e atualmente dirigia o ‘Observatório da Imprensa’, da TV Brasil.

Já na quinta-feira, 24, o jornalista Ramiro Alves morreu aos 59 anos, vítima de um câncer. O jornalista também atuou pelo JB, além de ter passagens pela TVE, O Globo, Band e assumiu cargos importantes no Governo Federal. Uma de suas paixões era o ‘Imprensa que eu gamo’, tradicional bloco carnavalesco no Rio, formado por profissionais do jornalismo.

Bruna Marquezine

A situação nos bastidores em ‘Deus Salve o Rei’ é tão desconfortável entre elenco e Bruna Marquezine, que o caso foi parar na coluna ‘Controle Remoto’, do jornal ‘O Globo’. A nota afirma que Bruna é querida pelos colegas, mas que atrasos e o uso do celular vêm incomodando os profissionais…

Um morde e assopra em tom de alerta oficial e público à Bruna. Para boa entendedora, um pingo é letra.

Em tempo: a atriz não goza de tal bem querer … E a notícia desse relacionamento conturbado com o elenco, já é velha ‘pra chuchu’.

Respescagem

Masterchef e Power Couple Brasil entram na fase de repescagem no decorrer desta semana. Os eliminados terão chances de retornar ao jogo. As produções combinaram as datas?

Crueldade

Na última sexta-feira (25), a Fifa transmitiu pelo Facebook uma live com a reprise do 7 a 1 da Alemanha no Brasil. Alguns torcedores da seleção brasileira não gostaram de relembrar a trágica partida e ficaram no estilo pistola nas redes sociais.

Por falar em pistola…

A CBF lançou esta semana a versão o mascote Canarinho Pistola para a Copa. Custa R$ 99 nos principais lojas. Vai bombar.

Copa

O jogo mais aguardado da primeira fase da Copa do Mundo já tem equipe definida na Globo. Cléber Machado narrará, direto da cidade de Sochi, a partida entre Portugal e Espanha, em 15 de junho, às 15h. Júnior será o comentarista do jogo.

A abertura do torneio entre Rússia e Arábia terá Galvão Bueno, Casagrande e Arnaldo Cézar Coelho, em Moscou.

Já no Rádio…

O veículo viverá pela primeira vez uma Copa do Mundo bem diferente das últimas transmitidas. Em 2018, pouquíssimos profissionais seguirão à Rússia para a jornada.

Pela Globo, apenas os repórteres Gustavo Zupak e Eraldo Leite irão ao Mundial. Eraldo também atuará como comentarista. Os experientes narradores Luiz Penido e Oscar Ulisses, que estiveram presentes em todos confrontos brasileiros na última Copa, vão transmitir os jogos direto dos estúdios do Sistema Globo de Rádio, no Rio e em SP.

Pela Tupi, segundo informou o site ‘Rádio de Verdade’, o repórter Wellington Campos será o correspondente local. A emissora tenta viabilizar recursos para enviar o Garotinho José Carlos Araújo e o repórter Wagner Menezes no decorrer da Copa.

MARAVILHOSO: A Record TV deu um show de jornalismo no último sábado, 26. Durante 10 horas, sem interrupção, fez uma grande cobertura do sexto dia de paralisação dos caminhoneiros por todo o Brasil. O trabalho teve apoio de todas as afiliadas e filiais, que dividiram parte do espaço entre rede e jornal local. O bom trabalho rendeu audiência na casa dos 10 pontos no Ibope, superior ao que vem desempenhando nos outros sábados. As concorrentes tiveram que se mexer para não ficarem para trás.

PARA QUE TÁ FEIO: Mais uma vez o sinal do ‘Premiere’ caiu durante a transmissão de um jogo do Brasileiro. Os minutos finais de Fluminense x Chapecoense neste sábado, 26, ninguém sabe e ninguém viu. Um total desrespeito com o torcedor. Além de um serviço caro, a exibição dos jogos não goza de uma qualidade similar à TV Globo e ao SporTV, emissoras que formam o grupo. Inaceitável, já que o duelo tricolor tinha exibição exclusiva do canal. Ou seja, não havia para onde correr.