Programação da TV sofrerá alterações em junho

Com a chegada da Copa do Mundo, as grades televisivas das principais emissoras devem sofrer alterações. Especialmente nos períodos da manhã e tarde.

A Globo, detentora dos direitos do torneio na TV aberta, será a emissora que mais vai se mexer.

Durante os primeiros 14 dias de jogos, se nada mudar, a manhã global terá transmissões dos duelos às 9h, ao meio-dia e às 15h.

O ‘Bom Dia Brasil’ abrirá a manhã jornalística em rede nacional com Ana Paula Araujo trazendo informações do Mundial, direto de Moscou. A exceção será no dia 22 de junho, quando o Brasil jogará às 9h e Galvão Bueno abrirá a transmissão mais cedo. Fora isso, o telejornal manterá seu ritmo natural.

A partir de 17 de julho, os matutinos ‘Mais Você’ e ‘Bem Estar’ deverão ter quinze dias de folga, retornando na segunda fase da Copa, à medida em que a quantidade de jogos forem diminuindo. Devem retomar o pique rotineiro na grade em 9 de julho.

O ‘Encontro’ deverá ser encurtado, mas a princípio cobrirá o espaço vago entre as transmissões do primeiro e do segundo jogo, devendo entrar um pouco depois das 11h. Os jornais locais também serão reduzidos na primeira fase da Copa, com exibição antes do meio-dia.

Na faixa vespertina, ‘Vídeo Show’ e ‘Sessão da Tarde’ também serão sacrificados, retornando em julho. O ‘Vale a Pena Ver de Novo’ não deve sofrer grande perda de espaço, mas no dia 27 de julho deixará de ser exibido para que a emissora faça um giro pelo país mostrando o clima da torcida após Brasil x Croácia.

Durante os fins de semana, a jornada será maior: jogos das 7h às 18h direto. O ‘É de Casa’ ficará dois sábados, ao menos, afastado e o ‘Caldeirão’ será encurtado. Luciano Huck deverá fazer um ou outro programa ao vivo, para aproveitar o clima de festa pelo país.

Já no domingo, com a grade bem mais esportiva, a Globo não terá problemas. Faustão, o principal produto do dia, fará seu programa sem alterações.

A ordem geral é tocar os programas trazendo a Copa como pano de fundo, sem grandes novidades que destoem do futebol, principal foco do mercado publicitário no período.

As demais emissoras também deverão se adaptar à programação da Copa, especialmente quando o Brasil estiver em campo. A seleção de Tite jogará, por ora, em 17/jun (dom, 15h), 22/jun (sex, 9h) e 27/jun (15h).

A situação mais complicada é a da Band, que possui o ‘Jogo Aberto’ e ‘Os Donos da Bola’ batendo de frente com os duelos da Copa. Ainda não se sabe o que será feito no período.