Medina vende marca do Rock in Rio. A semana na mídia, confira!

Rock in Rio vendido

Roberto Medina vendeu parte dos direitos da marca Rock in Rio esta semana. A Live Nation anunciou que passará a ser a grande responsável pelo maior festival musical do país, com 50% das ações.

A compra não afasta o empresário da administração das próximas temporadas. Cientes do sucesso administrativo por mais de três décadas no evento, Medina continuará dando o aval de tudo o que acontecerá nos dias de shows. Em junho, Lisboa será palco de mais uma edição do Rock in Rio e Anitta já está confirmada no Palco Mundo de 2019, no Rio.

A Live Nation é referência mundial no mercado de entretenimento e responsável pela Ticketmaster, famosa empresa de venda de ingressos.

Carcereiros

O segundo episódio de ‘Carcereiros’ mostrou crescimento de público na casa dos 10%, tanto para o Rio quanto para SP. O resultado surpreendeu muita gente, afinal a tendência, quase sempre é perda leve de audiência na sequência.

PM ou PÊ-EME?

A foto acima deixou muita gente intrigada e indignada com a ortografia. Um GC do RJ1, neste sábado (5), utilizou a palavra ‘PÊ-EME’, em vez de PM, tradicionalmente utilizada.

Entretanto, especialistas afirmam que a estranha palavra composta é aceita pela língua portuguesa. Durma-se com uma dessas.

Mesmo assim, vale perguntar: havia necessidade desse rebusco gramatical?

Power Couple

A polêmica participação do casal Nadja e Vinícius D’Black vem chamando a atenção do público. As brigas e o temperamento forte da participante são o ponto o alto do reality.

A festa de 8 anos de casamento da dupla, informada em primeira mão pelo Audiência Carioca, foi mencionada no episódio da última quinta-feira, 3 de maio.

O cantor respondeu a um internauta que sua maior loucura de amor feita à Nadja foi a tal comemoração, realizada uma semana antes do confinamento. Mais uma vez contrariada, a loira respondeu: “Ele nunca fez uma loucura para mim”. disse, gerando mais um momento constrangedor na participação.

Perguntar não ofende

Se invertêssemos as tratativas incisivas de Nadja a D´Black, como será que o público encararia um homem falando no mesmo tom com uma mulher? Detalhe a se pensar.

Racismo

A mudança radical de Nádia (Eliane Giardini) em ‘O Outro Lado do Paraíso’ passou uma mensagem bonita e tocante sobre a estúpida diferença racial que muitos ainda insistem cometer em nossa sociedade.

Cabe ressaltar que uma mudança radical, como a da personagem, só mesmo em novela. Especialmente, porque dois minutos antes ela citou a palavra ‘quilombo’ referindo-se aos convidados de Raquel (Erika Januza). Nem de longe isso pode ser visto como piada.

MARAVILHOSO: A reunião de atores cobrando a presença de negros no elenco de ‘Segundo Sol’ é de se aplaudir de pé. Ao que tudo indica, o pedido não surtirá grandes efeitos no momento, mas a emissora respeitou e compreendeu a reivindicação. Um passo, ao menos, já foi dado. O assunto será pauta certa nos próximos planejamentos do núcleo de dramaturgia.

PARA QUE TÁ FEIO: Pausar o ‘Brasil Urgente’, uma das maiores audiências da Band, para transmitir longos 5 minutos de um programa religioso é um tiro no pé. Mexer em um programa consolidado, especialmente em momento de transição entre Datena e o filho, é dar sopa para o azar. O público não perdoa tamanha quebra de sequência.