TVT estuda processar emissoras que usaram seu sinal em discurso de Lula

A intensa cobertura da prisão do ex-presidente Lula, no último fim de semana, deu trabalho para os principais órgãos de imprensa no país.

Os veículos tiveram o acesso restrito ao Sindicato dos Metalúrgicos, em São Bernardo do Campo. Os manifestantes não aceitavam e questionavam a presença de profissionais da mídia em torno do local.

Sem posicionamento adequado, uma das maneiras foi recorrer ao sinal da Rede TVT. A emissora, que tem bom relacionamento com Lula, conseguiu as melhores imagens da missa em homenagem à ex-primeira dama Marisa Letícia e também ao último discurso do político horas antes de se entregar à Polícia Federal.

Em entrevista à revista Fórum, o coordenador da Rede TVT, Paulo Salvador, afirmou que o departamento jurídico do canal estuda a possibilidade de processar os veículos que utilizaram o sinal sem autorização.

“Foi pouco ético e é claro que isso tem direitos autorais. Vamos colocar o nosso departamento jurídico pra estudar o assunto… Não pediram nem autorização, coisa que eles costumam fazer, mas desta vez nos ignoraram completamente e colocaram o link no ar”, disse.

Globo, Band, Estadão e Folha foram alguns dos veículos que utilizaram em tempo real as imagens da TVT.