Domingadas: Confira os assuntos que mexeram com o Rio nesta semana

Caso Marielle Franco

A morte da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) mexeu não apenas com a mídia, como também com toda a sociedade. Ainda na noite de quarta-feira, 14, quando ocorreu o crime, a imprensa explorou, com o imediatismo necessário, o que mais tarde ganharia o mundo.

As hashtags #MarielleVive e #MariellePresente foram as mais citadas no Twitter na quinta-feira, 15, ultrapassando a marca de 500 mil postagens. O clamor ultrapassou a barreira das redes sociais, sendo lembrado em manifestações pelo Brasil e na Europa.

No entanto, existe um lado muito doloroso que vem das redes sociais. Uma versão da mão que pesa, que se assemelha à tortura, carregando no texto o ódio e o rancor.

É necessário ter estômago para ler alguns lamentáveis ​​comentários, detonando a cobertura da imprensa. Ou pior: desmoralizando a vítima ou sugerindo disputa de peso entre as vidas perdidas.

A representatividade do caso não é pessoal ou partidária. É humana! É uma resposta a um tapa na cara proferido contra a sociedade carioca.

Quem não consegue enxergar a simplicidade do fato, opta instintivamente por mergulhar em pensamentos rasos, na profundidade de um pires. E o detalhe: se afoga em tamanha falta de compaixão como cidadão.

P_20180316_081733

Parabéns, Show do Antonio Carlos

Antonio Carlos, da Rádio Tupi, recebeu ouvintes nos estúdios da emissora para comemorar 41 anos de carreira, na última sexta-feira (16). Uma das fãs preparou um bolo para celebrar a data (foto).

“A gente nem sente. Quando vê já chegou”, disse o comunicador sobre o aniversário de seu programa.

Curiosidade

Embora muitos não saibam, na década de 60 Antonio Carlos, antes de estourar no rádio, trabalhou na produção e direção dos programas de Silvio Santos, na televisão.

“Eu entrei pro rádio em 1958, na Rádio Continental. E de lá fui pra televisão por onde fiquei por muito tempo. Não como apresentador, mas como diretor e produtor. Trabalhei com Silvio Santos e também na TV Globo, onde fui fundador”, disse ao blog.

Embora não fosse comunicador de ofício na TV, Antonio Carlos lembrou que quando era preciso ele não corria da função.

Bom dia Rio

A Globo se planeja para levar às ruas o RJ Móvel, um dos sucessos do ‘Bom dia Rio’ de Flávio Fashel.

Carioca

Hoje, 18, Márvio Lúcio, o Carioca do Pânico, estará no ‘Domingão do Faustão’ em quadro de humor. Esta será a primeira aparição do comediante na TV aberta após a saída da Band.

Por falar em Faustão…

O Domingão volta ao seu horário habitual: 18h. A Globo esticou o máximo que pode o futebol às 17h, após o fim do horário do verão.  O motivo? Conseguir ganhar tempo para que o quadro “Show dos Famosos” ficasse redondinho e preenchesse a hora adicional de Faustão.

Como detém a maioria dos campeonatos estaduais com exclusividade, remanejar a grade com o futebol foi tarefa fácil para a emissora.

Susto com Ricardo Gama

No último domingo, o blog publicou um bate-papo com Ricardo Gama, ex-‘FM O Dia’ e atualmente na ‘Rio FM’.  Dias depois, na terça-feira (13), o locutor sofreu um tombo e bateu com a cabeça no chão quando saía da estação do metrô do Largo da Carioca. Felizmente, após exames, tudo não passou de um grande susto. Ricardo Gama precisou se afastar dois dias da rádio, mas já retomou o horário das 11h às 15h na Rio FM 102,9.

Palestras com jornalistas

A semana foi marcada por duas excelentes palestras de grandes nomes do jornalismo do Rio. Na Faculdade Pinheiro Guimarães, o curso de Jornalismo Esportivo da ACERJ deu seu pontapé inicial, na última terça-feira (13). O “Professor da Notícia”, Fábio Tubino, abriu os trabalhos e fez uma bela homenagem a Bebeto de Freitas, ícone do vôlei brasileiro, falecido no mesmo dia.

Já na FACHA, o produtor Ricardo Campello, da Super Rádio Tupi, conversou com alunos do curso de comunicação. Pelas redes socais, o jornalista, com mais de 40 anos de carreira, registrou o fato de retornar ao local onde se formou.

Mudanças Record TV

A Record TV vem tendo trabalho para vender cotas comerciais de programas populares, caso do ‘Domingo Show’. Audiência não é fator suficiente para obter êxito neste segmento. Popular demais não vende, este é o lema.

Além de Geraldo Luís, Justus, que deixará a emissora, foi  última vítima da justificativa, especialmente em “A Fazenda” e “Power Couple”.

Cruel demais para apresentadores e produções que suam sangue em conseguir atrações que conquistam o público. Os números de audiência não mentem.

MARAVILHOSO: O assunto é delicado, mas merece destaque pelos bons trabalhos: as capas dos principais jornais do Rio refletiram as interrogações que toda sociedade precisa fazer após o assassinato da vereadora Marielle Franco. Não há partidarismo. Não há posição política. O que se viu foi muita solidariedade e questionamentos. O mundo espera respostas imediatas.

PARA QUE TÁ FEIO: O vídeo em que Ana Maria Braga limpa seu nariz com um pano de prato chamou a atenção dos telespectadores nesta semana. O convidado, meio que sem perceber, ainda secou um queijo com o mesmo pano, que não foi descartado. Fechando com chave de ouro, a apresentadora ainda comeu um pedaço do tal queijo. Para evitar problemas similares, a produção decidiu espalhar lenços de papel pela cozinha do ‘Mais Você’. Veja o vídeo, um dos mais comentados na semana pelas redes sociais.