TV a cabo perde assinantes em 2017

A crise econômica no Brasil também vem afetando os pacotes de TV por assinatura. Segundo informou a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), em 2017, o país teve queda de 5% em número de clientes neste segmento.

Traduzindo o percentual, em relação a 2016, o país perdeu 938 mil assinantes, aproximadamente.

No ano passado, foram registrados 17,9 milhões de assinantes em todo o território brasileiro. Em 2016, já na crise, o número foi um pouco maior: 18,8 milhões.

Entretanto, nem todas as empresas tendem a reclamar. A ‘Oi TV’ registrou aumento de 15% de sua venda, algo em torno de 200 mil novas assinaturas. A ‘Sky’ também ampliou sua carteira, com crescimento mais tímido: de 2%, conquistando aproximadamente 109 mil novos clientes.

A ‘Claro TV’ e a ‘Vivo, dentre as grandes empresas, foram as que mais perderam mercado no segmento em 2017. Ambas totalizaram queda de 7% dos seus clientes, em relação a 2016.

Em miúdos, a ‘Claro TV’ perdeu 724,2 mil contratos. Em seguida, a ‘Vivo’ registrou cancelamento de 131 mil clientes, já que possui uma carteira menor que a primeira.

O Rio de Janeiro perdeu 97,8 mil assinaturas em 2017, uma redução de quase 4% em relação ao ano anterior. Entretanto, São Paulo foi a capital com maior déficit no mercado de TV a cabo: redução de 447 mil contratos ou 6%.

Em contrapartida, conforme o blog informou em fevereiro, a TV aberta aumentou seu consumo no ano de 2017 – clique aqui e veja.