Evaldo José retorna ao rádio, agora na web: “Estou feliz e adoro me reinventar”

“Que lindo”, certamente você ouvinte do rádio já se emocionou com este que é um dos bordões mais famosos do dial carioca.

Evaldo José – dono da frase que surgiu repentinamente em 2001 na Rádio Brasil, ao contar o famoso gol de Petckovic na final do Carioca – aceitou o desafio de retomar a carreira no rádio, agora pela web.

O narrador passa a fazer parte do time de esportes da web rádio SRzd, portal do jornalista Sidney Rezende. O projeto mexeu com o mercado da comunicação esportiva no Rio.

A estreia acontece amanhã, 28, no pré-jogo de Flamengo x River Plate, pela Libertadores. O jornalista Robson Aldir abrirá a jornada com o ‘Zap Samba Bola’, às 20h. A bola rola às 21h45. Clique aqui e saiba mais.

Antes da estreia, Evaldo José conversou com o blog e falou deste novo desafio: o que fez no período em que ficou afastado do rádio e da dobradinha marcante que fez com Álvaro Oliveira Filho, na Rádio CBN.

#Audiência: Evaldo, você é um dos grandes nomes da narração esportiva do rádio carioca, sempre muito lembrado pelos ouvintes. Como foi receber esse convite, agora atuando pelo site SRZD?

Evaldo José: Foi com grande alegria que a gente iniciou essa parceria com o Sidney Rezende, apostando que existe hoje uma lacuna, um espaço bem legal para ser preenchido no rádio esportivo e usando uma plataforma que tem muito apelo nesse momento. É o local que mais cresce em audiência, de todas as plataformas de comunicação. Estou muito empolgado e feliz. A credibilidade que o Sidney Rezende e todo o seu time agrega vai nos ajudar a alavancar bastante um grande trabalho no Rio de Janeiro e em todo Brasil.

#Audiência: Como foram esses quase 1 ano e 2 meses fora do rádio, após a saída do Sistema Globo de Rádio?

Evaldo José: Vou te falar de coração: já estou há 20 anos narrando futebol sábado, domingo, terça, quarta, quinta e quando tinha times do Rio na segunda divisão todo dia tinha jogo. Então foi muito bom dar uma parada e curtir por mais tempo minha família. Eu sou muito apaixonado pela minha família, minhas filhas. Foi muito legal me dedicar muito aos meus alunos. Eu entrei em um projeto de educação novo no ensino médio. Eu sou professor de filosofia e trabalho na pedagogia também. E aí foi muito legal poder me dedicar exclusivamente ao novo projeto de educação no Rio de Janeiro, na escola Eleva. Isso foi bem bacana. Não foi um tempo de sofrimento não. Eu estava esperando o momento certo para fazer uma parceria bem bacana que eu adoro, que eu curto muito, que é o rádio, o rádio esportivo ainda mais.

#Audiência: Mais ou menos nestes últimos dois anos você narrou pela CBN, uma rádio voltada ao jornalismo, na Rádio Globo, na ocasião com direcionamento popular, e agora terá essa experiência pela web rádio. Como é narrar para públicos tão diferentes?

Evaldo José: Exatamente como você disse, a sua pergunta já responde um pouco deste tema. Na CBN eu tinha um público bem diferenciado, mais voltado a uma classe executiva. A Rádio Globo tem um público mais popular, uma rádio voltada para o grande público. Eu penso que o diferencial maior que vamos estar encontrando nesta nova plataforma não é exatamente sobre a segmentação, porque o futebol é um produto que transcende todas as camadas sociais. A paixão pelo esporte, como pelo Carnaval, não tem limite de classe social. Ela passa por todos os segmentos. Muita gente apaixonada pelos clubes do mundo afora. Então, eu acho que o grande desafio aqui é a idade do público. O público que consome essa plataforma digital é um público mais jovem, mais antenado, mais conectado, mais interativo, e para o qual você tem que adequar uma linguagem mais dinâmica, com muita interatividade, com mais novidade, com muito movimento na transmissão e é isso que estamos nos propondo a fazer a partir de agora. Um desafio bem bacana, adoro ter que me reinventar nesse momento na minha vida, com 48 anos, para buscar esse desafio aí. Eu estou muito feliz. Sentindo um pouco de frio barriga, de uma primeira transmissão, aquela ansiedade. Estou contando as horas para a estreia.

#Audiência: Como vai ser esse novo projeto no SRzd? Quando os ouvintes vão poder lhe ouvir?

Evaldo José: A nossa estreia é na próxima quarta-feira, dia 28 de fevereiro, no Engenhão, no jogo Flamengo e River Plate. É a estreia da rádio SRzd e a estreia do Mengão na Libertadores. O Flamengo está presente na minha vida de várias maneiras. A principal delas na origem do bordão “Que lindo”. Meu primeiro gol com o grito do “Que lindo” foi no Maracanã no gol do Petckovic na final do Campeonato Carioca de 2001. Então, eu acho que vai ser um reencontro bem bacana com o torcedor do Mengão, apaixonado por todo planeta, que vai acompanhar na quarta-feira.

#Audiência: Esse time formado pelo SRZD terá o jornalista Antonio Carlos Duarte, repórter que trabalhou em equipe com você no Sistema Globo de Rádio… O caminho foi esse, manter uma equipe que já tenha certo entrosamento?

Evaldo José: Exatamente. A equipe já vem entrosada, já trabalhou muito tempo junto, tanto com Duarte [Antonio Carlos, comentarista], tanto com Felipe [Costa, repórter], como o Robson [Aldir, comunicador] e brevemente com outros companheiros que vão se juntar a nós para fortalecer ainda mais esse timaço que a gente está montando. A ideia é bem essa: o time que no olho já sabe o que o companheiro vai fazer, aquele entrosamento bacana, e isso vai facilitar bastante a nossa vida e o nosso trabalho. Dá liga. Tem uma química bem bacana, que ajuda na qualidade do produto e conteúdo que são oferecidos. Assim, se a gente olha para o currículo do Duarte [Antonio Carlos] e do Felipe [Costa] e do próprio Robson [Aldir] tem que respeitar muito. O Duarte, que agora começa na função de comentarista, é um dos caras mais respeitados no ambiente esportivo, pelos jogadores, pelos treinadores, pelos dirigentes. Então, isso vai trazer muita credibilidade para o nosso trabalho.

#Audiência: Os ouvintes sempre comentam a saudade da dupla Evaldo José e Álvaro Oliveira Filho, na CBN. Há alguma chance de retomar essa dobradinha?

Evaldo José: O Álvaro Oliveira Filho é um dos amigos que o rádio me deu. Um dos grandes amigos que o rádio me proporcionou. A nossa relação transcendeu, graças a Deus, o ambiente profissional e independentemente do que aconteceu daqui para frente eu vou ter o Álvaro como uma referência de profissional na minha vida. Como pessoa que é justa, extremamente preocupada com o ser humano. Como um cara que valoriza a informação, a apuração, o jornalismo bem feito. É muito raro você encontrar alguém com a qualidade desse profissional. E quem sabe um dia a gente volta a trabalhar e formar essa dupla que por um período tão bacana da minha vida. Eu tenho certeza que para ele também foi muito legal trabalharmos juntos.

#Audiência: O mercado jornalístico, especialmente o rádio, vem sofrendo duras consequências. É só a crise mesmo? Você acredita numa retomada?

Evaldo José: Acredito. Sou otimista, penso que a crise faz surgir outras oportunidades, obriga a todo mundo a se movimentar, a se reinventar. Acho que de alguma forma nós estamos tentando nos reinventar também, criar um caminho alternativo. Repito: existe uma carência, uma dimensão bastante órfã do rádio esportivo hoje. E a gente chega com essa proposta de tentar criar um caminho diferenciado para aqueles amantes do rádio esportivo. Então, acho que esse momento vai ser superado sim. O país vai ter que passar por esse momento tão difícil, que já estamos tentando superar.

#Audiência: Evaldo, convida nosso amigo internauta a conferir a sua estreia no SRZD e explica o que ele precisa fazer para acessar essa nova plataforma disponível.

Evaldo José: Alô galera do Audiência Carioca, obrigado pela oportunidade, pelo carinho. Estou muito ansioso para reencontrar o público querido, que adora nossas transmissões. Próxima quarta-feira, estádio Nilton Santos, a partir de 20h. Vamos fazer uma transmissão histórica. Já temos a presença do presidente do Flamengo confirmada na nossa cabine, para bater um papo com nosso público, vamos falar do Flamengo, vamos falar do futebol carioca. É a estreia do Mengão na Libertadores e a estreia do timaço SRzd, que chega muito confiante, com vontade de fazer diferença na história do rádio esportivo do Rio de Janeiro. Agora é SRzd.com – clique aqui

Imagem: Leandro Milton – divulgação SRzd