Neymar tinha contrato de exclusividade com a Globo

Há quinze dias, o blog repercutiu a possibilidade da TV Globo ajustar suas equipes esportivas para a Copa. Clique aqui e relembre.

A iniciativa teria um suposto interesse de melhorar a relação com Neymar, que não vem gostando das críticas recebidas por Casagrande e Galvão Bueno.

Entretanto, para a surpresa de muitos, esta semana foi divulgado pela “Folha de S. Paulo” que o atacante tinha um contrato de exclusividade com a Globo durante a Copa-14.

No combinado, entrevistas exclusivas e informações privilegiadas.

Vale lembrar que coube a Galvão, dentro do pós jogo de Brasil 2 x 1 Colômbia, pelas quartas de final, comunicar ao país que Neymar estava fora do mundial, após lesão na coluna.

As demais emissoras ficavam com o mais do mesmo: entrevistas coletivas, zona mista e um furo ou outro conseguido por terceiros fora do staff do craque.

O vínculo contratual encerrou-se em 2015.

A Globo confirmou o acordo.

Para 2018, nada certo. Aliás, anda bem distante a relação entre ambos.

As seleções precisam cumprir um protocolo básico exigido pela FIFA em atender coletivas para as emissoras oficiais, licenciadas e cadastradas na cobertura do mundial.

Ainda assim, cada jogador pode negociar seu passe com outras mídias livremente.